Escritor Valdi Ercolani – O Diário do Inocêncio

Perfil: Escritor e cineasta, autor dos livros Inocêncio e a criança divina (vol.1), O despertar do Inocêncio (vol. 2) e Inocêncio e o início da Jornada (vol. 3). Atualmente, se dedica a escrever o quarto volume.

Caros amigos,

Apresento-lhes o Diário do Inocêncio. Neste espaço, valendo-se da etiologia, o ramo do conhecimento que estuda as causas ou origem das coisas, o autor registrará fatos, inscreverá opiniões, questionará o absurdo das realidades e indagará condutas. Tudo isso com a esperança de que tal empenho será de alguma valia para o leitor,

Mas, por que Inocêncio?

Porque é o nosso lado inocente que faz o que quer e diz o que pensa. É aquela parte do nosso ser que confia em si, confia nas pessoas e tem fé na vida. É o nosso lado otimista, mesmo quando algo aparenta ser impossível.

Inocêncio acredita que a vida pode ser melhor do que é.

Sua meta é reencontrar o paraíso perdido que está por trás de todo sonho de justiça social e aperfeiçoamento humano, buscando recuperar nossa fé na possibilidade de vivermos de uma forma harmoniosa e igualitária. Por meio de uma inteligência não contaminada por preconceitos, Inocêncio examina o paradoxo das relações entre os homens e descobre a polaridade do bem e do mal que habita no coração humano. Oscila entre o seu lado inocente, acreditando que a pureza e a honestidade são recompensadas, e o lado órfão, ciente de que a esperteza e a má-fé quase sempre saem vencedoras.

Mas a personalidade de Inocêncio foi moldada num ambiente familiar amoroso e tranquilo; ali recebeu apoio suficiente para atingir um desenvolvimento saudável do Ego que lhe permitirá distinguir entre o guia e a tentação, saber em quem deve confiar e que existe uma quantidade fora do comum de bom naquilo que há de pior dentro de nós.

Inocêncio seguirá por um longo e árduo caminho.

Como fazem os sonhos, ele nos mostrará fatos e situações, verdades e realidades, utilizando-se da história, da mitologia e seus imutáveis padrões de comportamento, ou arquétipos, cuja existência jamais poderá ser posta em dúvida, visto que representam as forças eternas da natureza e os aspectos gerais da condição humana. Este é o caminho que Inocêncio irá trilhar, pondo em cada caso um princípio, aquele que o julgar mais sólido, esperando que a sabedoria o pegue pela mão e o conduza a um porto seguro.

Visite seu site:  http://www.escritorvaldiercolani.com.br